viernes, noviembre 30, 2018

"MARIA" el nuevo CD de Carminho y que salió hoy a la venta.




Ya lo estoy oyendo y lo recomiendo.
Como iberista convencido, os dejo el texto en portuga, no tiene dificultad ninguna.
O novo álbum de Carminho, “Maria”, é editado no próximo dia 30, e a fadista assina a autoria de sete dos doze temas que o constituem, anunciou esta segunda-feira a discográfica Warner Music.
A editora afirma que este quinto álbum da carreira de Carminho é “o mais pessoal de sempre”, no qual a fadista “participou ativamente na sua produção”, tendo a produção executiva sido também sua, com João Pedro Ruela, Diogo Alves e Marta Pelágio.
O ‘single’ de apresentação do álbum, “O Menino e a Cidade”, estará disponível “em todas as plataformas digitais” na próxima sexta-feira, segundo a mesma fonte.
“A Tecedeira” é o tema de abertura do álbum que inclui ainda, “Estrela”, “A Mulher Vento” e “Poeta”, todos assinados, letra e música, por Carminho.
A fadista assina ainda as letras de “Se Vieres”, que canta na melodia tradicional do Fado Santa Luzia, de Armando Machado, e “Desengano”, que gravou no Fado Latino, de Jaime Santos, e a música de “Quero Um Cavalo de Várias Cores”, de Reinaldo Ferreira.
Outros autores são Joana Espadinha, que assina a letra e música de “O Menino e a Cidade” e “As Rosas”, e Pedro Homem de Mello, de quem canta “O Começo”, no Fado Bizarro, de Acácio Gomes.
A intérprete resgatou um tema do repertório de António Calvário, “Pop Fado”, de César Oliveira e Fernando Carvalho, e “Sete Saias”, com letra e música de Artur Ribeiro, canção que foi um dos seus sucessos, gravada também por nomes como Maria Amélia Canossa e Tristão da Silva.
Neste CD, Carminho é acompanhada por Bernardo Couto, na guitarra portuguesa, em três temas, “O Menino e a Cidade”, “A Mulher Vento” e “Se Vieres”, por José Manuel Neto, nos temas “O Começo” e “Quero Um Cavalo De Várias Cores”, e por Luís Guerreiro, em “Sete Saias”, “Poeta” e “Pop Fado”.
Os outros músicos são Flávio César Cardoso, na viola, José Marino de Freitas, na viola baixo, João Paulo Esteves da Silva, no piano, e Filipe Cunha Monteiro no ‘pedal steal’ e guitarra elétrica.
Carminho toca também guitarra elétrica em “Estrela”.
“Maria” sucede ao álbum “Carminho Canta Jobim”, editado em dezembro de 2016.
Carminho estreou-se discograficamente a solo em 2009, com “Fado”, apesar de já ter cantado, quer na casa de fados da mãe, a fadista Teresa Siqueira, no bairro lisboeta de Alfama, a Taverna do Embuçado, quer em alguns espetáculos, como a Gala Carlos Zel, no Casino Estoril, em 2008, e num espetáculo de homenagem ao poeta José Luís Gordo, na Vidigueira, no Baixo Alentejo, em 2005.
Em 2006, participou na gravação do CD “O Terço Cantado”, e tinha já gravado quatro fados, na Suíça, com a Tertúlia de Fado Tradicional. Em 2008, gravou “Gritava Contra o Silêncio”, excerto de um conto de Sophia de Mello Breyner Andresen, no primeiro disco de inéditos de João Gil.
Ao longo da sua carreira, a fadista tem gravado com artistas de outras áreas musicais, designadamente com os brasileiros Chico Buarque, Milton Nascimento, Marisa Monte, Ney Matogrosso e Nana Caymmi, e com o espanhol Pablo Alborán.
Descargas a través de www.osreformados.com (Hay que registrarse)

martes, octubre 30, 2018

Sílvia Pérez Cruz | Estranha forma de vida





Habrá quien se escandalice pero esta "estranha forma de vida" es otra cosa en la voz de Silvia.

No importa lo que cante, todo lo hace maravillosamente bien.

Marta Pereira da Costa & Camané - Fado Laranjeira (Vídeo Oficial)

Vaya pareja ! (con permiso de Rodrigo Costa)