martes, enero 08, 2019

Daniela Giblott - Lágrima- Otra más para la colección.

miércoles, enero 02, 2019

Mª do Rosario Pedreira, poetisa.

Conozco la obra de Mª do Rosario a través de la voz de Aldina Duarte que la acerca al público, pero es en la lectura de sus poemas donde se puede gozar de la fuerza de sus sentimientos.


 Poesie ed altro: LEGGI, SONO QUESTI I NOMI DELLE COSE ...

Vem ver-me antes que eu morra de amor — o sangue
arrefece dentro do meu corpo e as rosas desbotam
nas minhas mãos. Da minha cama ouço a tempestade
nos continentes; e já quis partir, deixar que o vento
levasse a minha mala por aí; fiz planos de correr mundo
para te esquecer — mas nunca abria a porta.

Vem ver-me enquanto não morro, mas vem de noite —
a luz sublinha a agonia de um rosto e quero que me recordes
como eu podia ter sido. Da minha cama vejo o sol
tatuar as costas do meu país; e já sonhei que o perseguia,
que desenhava o teu nome no veludo da areia e sentia
a vida pulsar nessa palavra como um músculo tenso
escondido sob a pele — mas depois acordava e não ia.

Vem ver-me antes que morra, mas vem depressa —
os livros resvalam-me do colo e o bolor avança
sobre a roupa. Da minha cama sinto o perfume das folhas
tombadas nos caminhos. O outono chegou. E o quarto
ficou tão frio de repente. E tu sem vires. Agora
quero deitar-me no tapete de musgo do jardim e ouvir
bater o coração da terra no meu peito. Os vermes
alimentam-se dos sonhos de quem morre. E tu não vens.

viernes, noviembre 30, 2018

"MARIA" el nuevo CD de Carminho y que salió hoy a la venta.




Ya lo estoy oyendo y lo recomiendo.
Como iberista convencido, os dejo el texto en portuga, no tiene dificultad ninguna.
O novo álbum de Carminho, “Maria”, é editado no próximo dia 30, e a fadista assina a autoria de sete dos doze temas que o constituem, anunciou esta segunda-feira a discográfica Warner Music.
A editora afirma que este quinto álbum da carreira de Carminho é “o mais pessoal de sempre”, no qual a fadista “participou ativamente na sua produção”, tendo a produção executiva sido também sua, com João Pedro Ruela, Diogo Alves e Marta Pelágio.
O ‘single’ de apresentação do álbum, “O Menino e a Cidade”, estará disponível “em todas as plataformas digitais” na próxima sexta-feira, segundo a mesma fonte.
“A Tecedeira” é o tema de abertura do álbum que inclui ainda, “Estrela”, “A Mulher Vento” e “Poeta”, todos assinados, letra e música, por Carminho.
A fadista assina ainda as letras de “Se Vieres”, que canta na melodia tradicional do Fado Santa Luzia, de Armando Machado, e “Desengano”, que gravou no Fado Latino, de Jaime Santos, e a música de “Quero Um Cavalo de Várias Cores”, de Reinaldo Ferreira.
Outros autores são Joana Espadinha, que assina a letra e música de “O Menino e a Cidade” e “As Rosas”, e Pedro Homem de Mello, de quem canta “O Começo”, no Fado Bizarro, de Acácio Gomes.
A intérprete resgatou um tema do repertório de António Calvário, “Pop Fado”, de César Oliveira e Fernando Carvalho, e “Sete Saias”, com letra e música de Artur Ribeiro, canção que foi um dos seus sucessos, gravada também por nomes como Maria Amélia Canossa e Tristão da Silva.
Neste CD, Carminho é acompanhada por Bernardo Couto, na guitarra portuguesa, em três temas, “O Menino e a Cidade”, “A Mulher Vento” e “Se Vieres”, por José Manuel Neto, nos temas “O Começo” e “Quero Um Cavalo De Várias Cores”, e por Luís Guerreiro, em “Sete Saias”, “Poeta” e “Pop Fado”.
Os outros músicos são Flávio César Cardoso, na viola, José Marino de Freitas, na viola baixo, João Paulo Esteves da Silva, no piano, e Filipe Cunha Monteiro no ‘pedal steal’ e guitarra elétrica.
Carminho toca também guitarra elétrica em “Estrela”.
“Maria” sucede ao álbum “Carminho Canta Jobim”, editado em dezembro de 2016.
Carminho estreou-se discograficamente a solo em 2009, com “Fado”, apesar de já ter cantado, quer na casa de fados da mãe, a fadista Teresa Siqueira, no bairro lisboeta de Alfama, a Taverna do Embuçado, quer em alguns espetáculos, como a Gala Carlos Zel, no Casino Estoril, em 2008, e num espetáculo de homenagem ao poeta José Luís Gordo, na Vidigueira, no Baixo Alentejo, em 2005.
Em 2006, participou na gravação do CD “O Terço Cantado”, e tinha já gravado quatro fados, na Suíça, com a Tertúlia de Fado Tradicional. Em 2008, gravou “Gritava Contra o Silêncio”, excerto de um conto de Sophia de Mello Breyner Andresen, no primeiro disco de inéditos de João Gil.
Ao longo da sua carreira, a fadista tem gravado com artistas de outras áreas musicais, designadamente com os brasileiros Chico Buarque, Milton Nascimento, Marisa Monte, Ney Matogrosso e Nana Caymmi, e com o espanhol Pablo Alborán.
Descargas a través de www.osreformados.com (Hay que registrarse)

martes, octubre 30, 2018

Sílvia Pérez Cruz | Estranha forma de vida





Habrá quien se escandalice pero esta "estranha forma de vida" es otra cosa en la voz de Silvia.

No importa lo que cante, todo lo hace maravillosamente bien.

sábado, abril 15, 2017

Mara Pedro : Pronóstico acertado


Hace cosa de cinco años predije, en este blog, que esta muchachita (entonces una niña) llegaría lejos y aunque su meta debe estar lejana, creo que ha avanzado y muy bien.
Me alegro de no haberme equivocado.

Etiquetas:

martes, noviembre 22, 2016

TRIO MANDILI



Para mi, Georgia, significaba poco más que la patria de Pepe Stalin y una bonita bandera con la cruz de San Jorge. Estas ex-repúblicas soviéticas me lian mucho. Ahora, con este trio, ya tengo otra referencia. La escritura armenia me parece realmente complicada pero las historias que cuentan estas mozas casi se entienden y la realización de los videos es antológica de puro simple.

Etiquetas: ,

jueves, octubre 27, 2016

FABIA REBORDÃO (Ver para creer) EN EL "CAIXA ALFAMA2016"


 Habia escuchado a Fabia hace algunos años y francamente, habia perdido su pista. Hoy, en el el programa de tarde de la RTP, veo que hablan con una fadista a la que no conozco....o al menos, su cara no me suena.
Es Fabia Rebordâo, ha perdido 45 Kg , ha rejuvenecido y hasta parece que canta con más alegria.
Mis felicitaciones por todo ello.